ALPHA NEWS

25 maio 2017 - 13:00
OAB deve entregar ainda hoje à Câmara pedido de impeachment de Temer

A OAB deve entregar na Câmara, hoje à tarde, o pedido de impeachment do presidente Michel Temer. Será o 17º pedido de impeachment apresentado desde a crise política que teve início na semana passada com a divulgação do áudio de uma conversa entre o empresário Joesley Batista, da JBS, e o presidente. O pedido de impeachment tem apoio de representantes da OAB em 24 estados, além do Distrito Federal. Para a OAB o áudio aponta crime de responsabilidade em dois trechos da conversa. O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia é quem vai decidir se aceita ou não os pedidos de afastamento de Temer.

25 maio 2017 - 11:00
Temer assina decreto que reforça segurança em Brasília

Depois dos atos de vandalismo registrados ontem em Brasília, o presidente Michel Temer assinou um decreto de garantia da lei e da ordem no Distrito Federal. O decreto autoriza o uso de tropas do Exército na segurança dos prédios públicos federais. O atos de depredação ocorreram durante manifestação organizada por centrais sindicais contra a permanência de Temer no poder e também contra as reformas trabalhista e da previdência. O efetivo que deve cumprir o decreto presidencial é formado por 1,3 mil homens do Exército e 200 fuzileiros navais. Ainda na manhã de hoje Temer se reúne com ministros para discutir por quanto tempo os militares devem permanecer em Brasília.

19 maio 2017 - 16:43
Vírus da dengue, zika e chikungunya podem ser transmitidos em um única picada

Um nova pesquisa sobre as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti foi divulgada. Desta vez cientistas da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, anunciaram que o mosquito pode transmitir dengue, zika e chikungunya em uma mesma picada. Agora os pesquisadores investigam se um dos vírus é dominante.

19 maio 2017 - 16:40
Homossexuais são presos em Bangladesh

Vinte e sete homens foram presos hoje em Bangladesh numa operação contra homossexuais. A legislação local considera crime as relações entre pessoas do mesmo sexo. Uma força de segurança invadiu um centro comunitário localizado na capital do país. Autoridades afirmaram que a polícia irá apresentar acusações contra os detidos.

19 maio 2017 - 15:25
Hoje é o o último dia das inscrições para o Enem

Termina hoje o prazo das inscrições do Enem. Estudantes têm até às 23h59 para preencher os dados na site enem.inep.gov.br. Já o pagamento da taxa tem data limite de 24 de maio. Os candidatos que não se enquadram no benefício de isenção de taxa, terão que pagar R$ 82.

19 maio 2017 - 15:20
Serial killer é condenado a mais 25 anos de prisão

O serial killer, Thiago Gomes da Rocha, foi condenado a mais 25 anos de prisão. Desta vez,  pela morte de uma jovem de 20 anos. A decisão foi anunciada ontem. Essa é a 28ª condenação de Thiago e acontece em meio à polêmica do lançamento de um biografia que deve chegar às livrarias no mês que vem. Familiares e amigos das vítimas estão revoltados com o livro que terá como título ‘Tiago Rocha: Um pouco da história por trás de um serial killer’.

19 maio 2017 - 11:00
Loures chega ao Brasil e Joesley Batista pede desculpas aos brasileiros

Todo o conteúdo das delações dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, deve ser divulgado hoje pelo Supremo Tribunal Federal. O sigilo de documentos, fotos e vídeos já foi retirado pelo ministro do STF e relator da Lava Jato, Edson Fachin. Ontem Joesley Batista divulgou uma carta em que pede desculpas aos brasileiros pelos atos de corrupção que cometeu e diz que no Brasil muitas vezes o sistema cria dificuldades para vender facilidades. Ele diz que tem explicações para o que fez, mas não tem justificativas. E hoje cedo o deputado Rocha Loures chegou de Nova York. Ele desembarcou no aeroporto de Guarulhos sob gritos de ‘ladrão’. Rocha Loures, PMDB-PR, foi indicado pelo presidente Michel Temer para resolver assuntos entre a Petrobras e o Grupo JBS. Por causa das delações o deputado for afastado do mandato por determinação do ministro Edson Fachin.

18 maio 2017 - 18:40
Temer passa à condição de investigado

Com a autorização da abertura de inquérito para investigar o presidente Michel Temer, ele passa formalmente à condição de investigado na Operação Lava Jato. A autorização partiu hoje do ministro Edson Fachin, que é relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. Na primeira fase do inquérito serão colhidos depoimentos e provas pela Procuradoria Geral da República. Se forem coletadas provas suficientes, Temer será alvo de uma denúncia. Depois disso, a abertura de um processo precisa ser autorizada pela câmara dos Deputados. Para que a ação continue, precisa ser aprovada por dois terços dos deputados. Se o STF aceitar a denúncia, Temer é afastado por 180 dias. Caso Temer seja considerado culpado, ele perde o cargo, os direitos políticos e pode ser preso. Se ele for inocentado, continua exercendo a função de presidente. Hoje à tarde o presidente fez um pronunciamento e disse que não vai renunciar. Ele afirmou que não tem medo de delações e que gravações clandestinas estão colocando em risco todo o esforço de seu governo para tirar o Brasil da crise.

18 maio 2017 - 18:20
Delações dos donos da JBS desencadeiam mandados judiciais contra pessoas ligadas a Cunha e Temer

Pessoas ligadas ao deputado cassado Eduardo Cunha também são alvo de mandados judiciais nesta quinta-feira. O ministro Edson Facchin expediu mandado de prisão contra o advogado Willer Tomaz que possui ligações com Cunha. Altair Alves Pinto conhecido como braço direito de Eduardo Cunha também é alvo de mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro. Já em São Paulo os mandados eram se busca em um imóvel do coronel João Batista Lima Filho, que é amigo do presidente Michel Temer. Todas as ações de hoje são respostas ao conteúdo das delações premiadas dos donos da JBS. O conteúdo veio a público no início da noite de ontem através de matéria publicada pelo jornal O Globo.

18 maio 2017 - 16:40
Donos da JBS dizem que foram ameaçados de morte

Os donos da JBS, Joesley e Wesley Batista, disseram durante as delações que foram ameaçados de morte. Os dois moram em Nova York, nos Estados Unidos, e teriam sido autorizados a deixar o Brasil. No trecho mais polêmico das delações, eles disseram que possuem uma gravação em que o presidente Michel Temer dá aval à compra de silêncio do deputado cassado e preso, Eduardo Cunha. De acordo com o jornal O Globo, que publicou em primeira mão detalhes do conteúdo das delações, a gravação teria ocorrido no mês de março. Poucas horas após a publicação da matéria, a Presidência da República emitiu uma nota oficial dizendo que Temer jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.


ACONTECEU

AO VIVO | CLIQUE E OUÇA!

Estilo em sintonia com você!